quarta-feira, 2 de novembro de 2016

RESENHA: JARDIM DE INVERNO - KRISTIN HANNA



TÍTULO: JARDIM DE INVERNO
AUTOR: KRISTIN HANNAH
EDITORA:NOVO CONCEITO
NÚMERO DE PÁGINAS: 415
ANO DE PUBLICAÇÃO:2013


Meredith e Nina Whitson são tão diferentes quanto duas irmãs podem ser. Uma ficou em casa para cuidar dos filhos. A outra seguiu seus sonhos e viajou o mundo para tornar-se uma fotojornalista famosa. No entanto, com a doença de seu amado pai, as irmãs encontram-se novamente, agora ao lado da fria mão, Anya, que, mesmo nessa situação, não consegue oferecer qualquer conforto às filhas.A verdade é que Anya tem um motivo muito forte para ser assim distante: uma comovente história de amor que se estende por mais de 65 anos entre a gelada Leningrado da Segunda Guerra e o não menos frio Alasca. Para cumprir uma promessa ao pai em seu leito de morte, as irmãs Whitson deverão se esforçar e fazer com que a mãe lhes conte esta extraordinária história. Meredith e Nina vão, finalmente, conhecer o passado secreto de sua mãe e descobrir uma verdade tão terrível que abalará o alicerce de sua família. E mudará tudo o que elas pensam que são.

"Difícil não rir um tanto e chorar ainda mais com a história de mãe e filhas que se descobrem no último momento."

                                 
                                                                                        Publishers Weekly

Olá! Tudo bem com vocês? Hoje vou falar de um livro que mexeu bastante comigo. Trata-se do livro "Jardim de Inverno", da Kristin Hannah, uma autora bastante citada e indicada por diversos canais e blogs literários.

Nunca tinha lido nada da autora e , passando em um sebo aqui perto da minha casa, achei esse livro, comprei e assim que comecei a leitura, simplesmente não consegui mais parar de ler. Ele me envolveu do início ao fim.

A autora trás a história de duas irmãs completamente diferentes, a Meredith, que tem a vida certinha, planejada, e que abdicou de seus sonhos para cuidar das filhas e a Nina, que por sua vez é extrovertida, viajada e sempre correu atrás do que queria. As duas têm um relacionamento complicado com a mãe, Anya, que sempre as tratou com muita frieza e distância. Já o pai sempre foi carinhoso e amoroso.

E exatamente quando o pai, que sempre foi quem manteve a família "unida", adoece é que as três se reencontram e a partir daí suas vidas irão mudar completamente.

Durante a história, vamos percebendo que essas três mulheres fizeram escolhas sem levar em consideração o que realmente sentiam e que possuem uma enorme dificuldade em expressar seus verdadeiros sentimentos. 

E ao se verem juntas, esses sentimentos escondidos virão à tona, fazendo com que suas vidas tomem rumos bem diferentes e principalmente ,com que elas saibam quem realmente são. E iremos finalmente entender qual é o mistério por trás do comportamento frio de Anya, que por meio de um "conto de fadas" irá nos revelar o passado triste que viveu.

E uma história envolvente, fluida, que te cativa e faz pensar na importância da família, do perdão, do amor e de nossas escolhas e também, em como as perdas pelas quais passamos são capazes de nos moldar . 

"Nós mulheres, fazemos escolhas pelos outros, não por nós mesmas. E quando somos mães, nós suportamos o que for preciso por nossos filhos".

O mistério em torno da vida de Anya, mãe das meninas, também nos deixa grudados, querendo entender o por que de uma mão ser tão distante de suas filhas.

Chego ao final dessa leitura às lágrimas, e pensando em como vidas tão próximas podem ser, ao mesmo tempo tão distantes. E em como o perdão e a capacidade de abrir o coração pode transformar nossas vidas.  O final é surpreendente , e nos faz rir e chorar ao mesmo tempo,e nos deixa de queixo caído. 

Entrou para a lista de favoritos da vida e recomendo muito a leitura, principalmente se você gosta de livros com temas de família, amor, perdão e que também tragam um contexto histórico real.